Aula 01 – Direito Empresarial – Cambiário – 01.08.13

Apesar dos comentários negativos obtidos junto as turmas anteriores, este primeiro contato com o professor Miguel Roberto, trouxe uma boa impressão e creio que talvez o fato dele ser um militar aposentado e de formação rígida (piloto da Força Aérea do Brasil) tenha gerado as opiniões desabonadoras, digamos assim…

O professor Roberto é um advogado que atua na área de Direito Empresarial e Imobiliário, formou-se, em direito, no próprio UniCEUB nos idos de 1996 e está concluindo o seu mestrado.

No restante da aula e ‘homilia’ (nova Altair?!), apresentou o Plano de Aula e o um Cronograma detalhado de cada encontro, com ênfase na rigidez do controle das faltas e da intransigência com relação ao grau de dificuldade das provas e nas ocorrências de cola (que não será admitida em nenhuma hipótese).

Posteriormente, conforme mensagem abaixo, o professor encaminhou, via espaço aluno, um resumo e alguns dos ‘recados subliminares’ transmitidos em sala de aula.

Link para o acesso ao texto para reflexão, de autoria do Gustavo Ioschpe: Por quê somos tão pouco ambiciosos?

Quanto a bibliografia, apesar do professor ter indicado outros 3 autores (Ricardo Negrão, Ramos e Bulgarelli), ficarei com a certeza de aprendizagem do professor Marlon Tomazette!

Frases proferidas: ‘Eu sou old school!’, ‘Gostando ou não, os alunos do curso de direito devem ler’, ‘Os principais títulos de crédito são regulados fora da legislação’, ‘Sem crédito não há crescimento econômico’, ‘Estamos vivendo um porre de crédito… desde 2012’, ‘Duplicata mercantil é a nossa jabuticaba… que veio para substituir a letra de câmbio’, ‘A parte inicial da nossa matéria é a mais importante’, ‘Recomendo trazer o Vade Mecum ou a legislação específica para as nossas aulas’, ‘Nas aulas de revisão não há chamada’, ‘Irei disponibilizar questionários no espaço aluno… 70% das questões das provas são retiradas destes questionários’, ‘As provas são difíceis, mas não há crocodilagem’, ‘Depois de lançadas as faltas, não tem como alterar’, ‘Farei a chamada no início das aulas, mas se houver abuso, será feito no final’, ‘O curso de direito, por enquanto, não é por correspondência’, ‘Serão duas avaliações… a tendência é que sejam questões objetivas, mas pode ter uma ou mais abertas’, ‘O Tomazette é um good guy!’, ‘Eu não faço prova para derrubar aluno… são muito difíceis, mas não impossíveis’, ‘As provas serão compostas por 10 questões’, ‘É impossível colar nas minhas provas… o aluno fica cercado de provas diferentes.. e todo o material ficará aqui na frente’, ‘Eu sou radicalmente contra cola… e a cola, no meio estudantil, é uma endemia’.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes
Esta entrada foi publicada em Direito Empresarial - Cambiário e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *