Aula 23 – Sociologia Geral e Jurídica – 27.10.11

Deu-se continuidade da leitura e discussão do livro de Foucault, A verdade e as formas jurídicas, seguindo o mesmo procedimento das últimas aulas, ou seja, o professor faz a leitura de pequenas partes do texto e em seguida uma explanação do mesmo, abrindo espaço,  inclusive, para a intervenção dos alunos.

Na aula de hoje foi tratado das páginas 115 até a página 122, no âmbito da Conferência V.

3 funções de sequestro (das instituições)

1ª função: Controle da dimensão temporal, da vida dos indivíduos (o tempo é comprado em troca de salário… o tempo é transformado em trabalho).

2ª função: Controle da corporeidade (para o trabalho – tudo que se agregar ao corpo – questão de estar saudável, da higiene, resistência… é visando uma maior produtividade).

3ª função: Poder polivalente (econômico, político, judiciário e epistemológico).

Frases proferidas: ‘o seu tempo de vida é a sua vida’, ‘foi uma grande vitória para os funcionários, segundo Marx, quando conseguiram negociar a jornada de trabalho’, ‘o tempo é algo fundamental na vida das pessoas’, ‘o homem está no mundo para trabalhar’, ‘o índio não quer trabalhar, quer viver… você não está aqui para viver, mas sim para trabalhar – ironizando a chegada dos portugueses no Brasil, em 1500, e a tentativa de estabelecer uma nova cultura aqui’, ‘é uma grande ilusão esta história de qualidade de tempo’, ‘o ser humano se cria no seu processo e não, necessariamente, precisa do trabalho para isso’, ‘vai chegar um momento onde seremos obrigados a pensar de uma forma alternativa’, ‘o padrão de identidade é único e não plural’.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes
Esta entrada foi publicada em Sociologia Jurídica e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *