MENÇÃO FINAL DO UniCEUB E DOS PROFESSORES – SEXTO SEMESTRE – 1º/2014

Como de praxe, seguindo o procedimento adotado nos semestres anteriores (Primeiro Semestre – 2º/2011Segundo Semestre –  1º/2012, Terceiro Semestre – 2º/2013, Quarto Semestre – 1º/2013, Quinto Semestre – 2º/2013), quando também fiz avaliação dos mestres e da instituição, apresento, abaixo, as minhas considerações deste 6º semestre…

ALESSANDRO VIEIRA – Direito Administrativo II: Certamente o melhor professor deste semestre! Excepcional, mesmo com a sua rigidez exagerada com relação a chamada (se não tomar cuidado corre-se o sério risco de ser reprovado por falta, alguns foram!) e a proibição peremptória de utilização de qualquer dispositivo eletrônico durante as aulas. A didática e o bom humor do professor são os seus diferenciais, fazendo com que a maioria dos alunos se interessem pelo conteúdo e busquem outras fontes de estudo extra classe. Possui amplo domínio do conteúdo abordado, além de ter experiência prática nos assuntos tratados. As provas, digo ‘exercícios de fixação do conteúdo’ (como são denominadas pelo próprio professor), são muito bem elaborados, apesar de serem totalmente objetivas e cheias de ‘detalhes/peguinhas’.

Menção Final – Alessandro Vieira: SS

JOSÉ SIQUEIRA – Direito do Consumidor: O professor Siqueira foi uma grata surpresa deste semestre (inicialmente esta matéria seria conduzida por outro professor). Bem ao estilo ‘carioca de ser’ e ainda com os ‘cacoetes’ que muito lembram o apresentador Marcelo Rezende, o professor deu um ‘show’ de aula de Direito do Consumidor, apresentando didaticamente todo o conteúdo do CDC, enriquecendo-o com vários exemplos concretos/reais. Inicialmente, talvez por ser novato na função de professor do UniCEUB, acelerou um pouco a matéria de modo que todo o conteúdo seria ministrado ainda no primeiro bimestre. Após os necessários ajustes, passou a conduzir as aulas de forma gradual e com o aprofundamento condizente com o nível/exigência da turma. Até metade do semestre toda a parte teórica/histórica do Direito do Consumidor foi tratada de forma excepcional. Na segunda metade, como acho que não poderia ser diferente, cada um dos artigos do CDC foi sendo abordado, aula a aula e, ao final, repassamos todo o código consumerista. As duas provas foram condizentes com o ministrado em sala de aula, apresentando um nível de dificuldade relativo, mas bem tranquilo para aqueles que assistiram todas as aulas. Apesar de cobrar presença em todas as aulas, não foi tão rígido com a frequência.

Menção Final – José Siqueira: SS

HÉLIO FILHO – Direito do Trabalho I: No início do semestre, antes até da matrícula, procurei pesquisar dentre os professores de Direito do Trabalho I, aquele que melhor agregaria com relação ao aprendizado deste ramo do direito (considerado ‘the best’, pelo próprio professor), pois, segundo informações dos colegas há muita diferença no ensino da área trabalhista entre os professores (variando de -1 a 100). O meu objetivo era absorver ao máximo, primeiro pois é um ramo que talvez venha a me dedicar/especializar no futuro e outro porque na condição de empregado público, logo regido pela CLT, tenho interesse particular no assunto. Ao optar pelo profº Hélio levei em consideração os diversos comentários positivos dos alunos dos semestres anteriores (apesar de o considerarem muito criterioso e rígido). Creio que não me arrependi, em que pese ter obtido, como menção na segunda prova do semestre, um risível ‘MI’ e média final ‘MM’. Consegui aprender o necessário de direito do trabalho, graças a boa didática que o professor adotou na condução das aulas. É verdade que a turma não ajudou muito, visto o total desinteresse da maioria dos alunos, o que prejudicou o andamento da matéria (acho até que a segunda prova apresentou um grau exagerado de dificuldade em função disso). As duas provas, 100% subjetivas, necessitaram de um esforço adicional quando da resolução das questões.

Menção Final – Hélio Filho: SS

VLADIMIR VERA – Direito Empresarial – Falimentar: Apesar da dificuldade inicial de compreensão do ‘idioma’ do nobre professor Vladimir (o professor é chileno e ainda apresenta um forte sotaque do espanhol) a matéria foi conduzida a contento e abordou, com certa profundidade, todo o programa. O diferencial positivo do professor foi que a cada aula, nos 10 ou 15 minutos iniciais, fazia uma ‘resumão’ de tudo o que foi abordado na aula anterior. As aulas possuem começo, meio e fim, facilitando sobremaneira a compreensão da matéria. A crítica talvez seria com relação a formatação das provas, gasta-se mais tempo tentando entender a disposição e o enunciado de cada questão do que o desenvolvimento da resposta em si. Possui domínio total da matéria, citando cada lei, artigo ou legislação aplicável a cada instituto ministrado. Aplicou dois trabalhos/testes durante o semestre, que facilitou o entendimento do conteúdo, além de oferecer importantes e cruciais pontos na média final de aprovação.

Menção Final – Vladimir Vera: SS

MARCO BUZZI – Direito Processual Civil – Cautelar e Execução: Não é qualquer aluno de graduação em direito que tem a oportunidade de ter aulas com um ministro atual do Superior Tribunal de Justiça! Esta foi a percepção inicial que tive a priori, entretanto, com o passar do semestre, esta condição especial do professor e ministro Marco Buzzi, agregou, na verdade, mais até do que a didática e o conteúdo ministrado, conselhos/experiências de vida e de profissão/carreira que  magistrado/professor nos passou ao longo do semestre e que certamente farão diferença quando do exercício da profissão, seja como advogado ou até mesmo como juiz. Quanto a condução da matéria, para alguns meio ‘cansativo’ da metade para o final do semestre, pode ser dividida em duas fases, sendo a primeira, no início do semestre, onde professor abordou toda a parte teórica/histórica dos institutos de execução e cautelar, trazendo exemplos e enriquecendo com vasta jurisprudência. Já na segunda fase o professor passou, artigo por artigo, lendo e comentando um ou outro ponto que merecesse algum destaque. As provas, exceto uma questão subjetiva, foram cópia do código, com indicação inclusive de qual dispositivo tratava cada uma das assertivas. Creio que a totalidade da turma obteve aprovação com média igual ou superior a ‘MS’.

Menção Final – Marco Buzzi: SS

LUIS FERNANDO – Direito Processual do Trabalho I: Excelente professor. Profundo conhecedor do ramo do direito processual trabalhista (mais de 16 anos de experiência exclusiva na área). Aulas ministradas de uma forma que o conteúdo foi sendo absorvido naturalmente. O professor enriqueceu as aulas com vários ‘causos’ de ações trabalhistas que conduziu ou acompanhou, fazendo um ‘link’ com cada tópico abordado. É autor de vários livros da área, adotando, para fins de condução da matéria um dos seus livros de direito processual do trabalho (os alunos que adquiriram este livro tiveram um desempenho muito melhor, apesar da existência e da indicação, pelo próprio professor, de vários outros autores). As provas apresentaram grau de dificuldade mediano, exigindo uma dedicação extra dos alunos. Na segunda prova, talvez pelo acúmulo de matérias/provas no mesmo dia, não obtive um bom resultado, mas ao final, compondo com a nota obtida no primeiro bimestre, consegui um ‘honroso’ MM como média final. Muito tranquilo com relação a chamada e faltas.

Menção Final – Luis Fernando: SS

CÁRMEN LOBATO – Filosofia: Já externei, em outras oportunidades, a minha opinião contrária ao excesso de aulas de filosofia, ética (I e II) e afins… Creio que cada uma destas várias disciplinas agregam muito pouco na formação do aluno. Se concentrassem todo o conteúdo abordado em todas estas cadeiras em uma só, o resultado final seria o mesmo e até mesmo melhor. Muitas destas matérias abordam exatamente o mesmo e enfadonho conteúdo. Quanto a condução desta disciplina pela professora Cármen, não tenho nada a reclamar, pois não fugiu ao ‘modus operandi’ dos demais professores destas cadeiras de ‘cunho humanístico’. Talvez o diferencial positivo foi com relação ao seu ‘apurado’ humor e ironia. As provas apresentaram grau de dificuldade relativo. Com a leitura dos textos disponibilizados (ou qualquer livro do assunto ou ainda vídeos no youtube) creio que o aprendizado final seria o mesmo ou até superior.

Menção Final – Cármen Lobato: MS

LUIZ PATURY – Monografia I: Por ter que ‘repetir’ esta matéria este semestre, com o mesmo professor, ratifico os comentários e menção do semestre anterior: “Sem dúvidas o professor Patury, que possui vasto conhecimento em muitas áreas, foge a regra do ‘professor padrão’, ou seja, ele não está muito afeto ou preocupado com chamadas, cobrança, provas, rotina… mas sim, como devem ser os docentes, se dedica a acompanhar individualmente o aprendizado de cada aluno e se estes estão desenvolvendo os seus projetos de acordo com um padrão mínimo de qualidade”.

Menção Final – Luiz Patury: SS

UniCEUB: Iniciei (e encerrei) este semestre extremamente indignado e decepcionado com a instituição UniCEUB, pois não acatou o meu requerimento para cursar mais de 8 matérias, sem apresentar qualquer justificativa e ainda com alta carga de ‘parcialidade’ do professor que emitiu o parecer. Esta ‘decisão’ poderá prejudicar a minha posse nos cargos dos quais obtive aprovação em alguns concursos (analista do TJDFT e Advogado da CEB). Reapresentarei o mesmo requerimento, bem como uma denúncia junto a Reitoria e, em caso de indeferimento, infelizmente, serei obrigado a transferir para outra instituição.

Menção Final – Instituição: MI

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes
Esta entrada foi publicada em 6º Semestre – 01/14, Direito Administrativo II, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho I, Direito Empresarial - Falimentar, Direito Processual Civil - Execução e Cautelar, Direito Processual do Trabalho I, Filosofia, Monografia IB e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas para MENÇÃO FINAL DO UniCEUB E DOS PROFESSORES – SEXTO SEMESTRE – 1º/2014

  1. Pingback: MENÇÃO FINAL DO UniCEUB E DOS PROFESSORES – SÉTIMO SEMESTRE – 2º/2014 | Projeto Pasárgada

  2. Pingback: MENÇÃO FINAL DO UniCEUB E DOS PROFESSORES – OITAVO SEMESTRE – 1º/2015 | Projeto Pasárgada

  3. Pingback: MENÇÃO FINAL DO UniCEUB E DOS PROFESSORES – NONO SEMESTRE – 2º/2015 | Projeto Pasárgada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *